?

Log in

Val's Journal [entries|friends|calendar]
Val

[ userinfo | livejournal userinfo ]
[ calendar | livejournal calendar ]

Em cima do muro...será melhor? [02 Aug 2016|07:04pm]
It's good to be someone else's world. But it gets empty when nobody is yours. Is it better to feel this way? To be in this position of power where you get everything but at the same time you get nothing? You get numb within time. And what I fear the most is when I actually start to like this situation; if I already ain't.

I've come from so many disturbing relationships...that giving myself with an open heart to another one...it feels so....frightining! It feels like I'm about to jump a cliff! Again. And that short tiny space of time of a free fall before you hit the ground is amazing. But I know how it feels and it gets to the bottom.

And I'm afraid to jump.
post comment

It's almost time for that "new year, new me" bullshit. [31 Dec 2015|03:36pm]
O ano de 2015 foi um dos piores anos da minha existência, se tratando do lado negativo da história. Nunca pensei que pudesse sentir tanta dor sem ao menos ver uma ferida aberta em meu corpo; mas na alma. Foi o ano que me reduzi ao pó...que cheguei ao fundo do poço sem saber se ia voltar dali. Mas me reergui. Com a graça da minha boa vontade e força, consegui olhar pra mim mesma e comecei a cuidar da minha pessoa aos poucos. Ainda há muitos caquinhos jogados por aí, mas posso dizer que boa parte dele já foi recolhida e já posso olhar no espelho novamente e não me enxergar em pedaços mais.

Foi um ano de mudanças bruscas, que tirei praticamente para cuidar de mim mesma e reavaliar o que é bom pra mim - o que me faz bem, o que me faz respirar com leveza e o que me move.

E nesse meio tempo em que consegui respirar sem dificuldades, apareceu uma pessoa maravilhosa em minha vida! Que como ela mesma diz: não foi para me completar e sim para transbordar!
Alguém que olhou para mim sem pre-conceito nenhum de me ver faltando alguns pedacinhos...e mesmo assim conseguiu ver o melhor que há em mim. Me fez sentir valorizada, querida, quista e acima de tudo me respeita; pelo que sou - sem querer mudar absolutamente nada. Meus olhinhos sempre enchem d'água ao falar de você...talvez seja porque a emoção se torna tão intensa que o corpo não consegue contê-la. Sua mente e seus sentimentos se tornam tão poderosos, e o corpo chora. (Nesse caso, de felicidade mesmo).

Agora com o coraçãozinho remendado, posso olhar pra frente sem medo de cair. Traçar novos objetivos de vida, porque quem fica parado é poste! Há muito que ser explorado por esse mundo afora para ficar estagnado num mesmo lugar.

Saúde e Paz! O resto a gente corre atrás ;)
post comment

"Esgotamento e Agonia" [27 Oct 2015|01:53pm]
[ mood | drained ]

Nada como um texto do Cioran, sobre Esgotamento e Agonia para ilustrar meu desespero de viver comigo...de ser eu.


"Permanecer estupefato por sua própria catástrofe, incapaz de pensar ou de agir, esmagado pelas trevas glaciais, desorientado como se sob a dominação de alguma alucinação noturna ou abandonado como nos momentos de remorso, é atingir o limite negativo da vida, a temperatura extrema que desmascará a última das ilusões. Nesta sensação de esgotamento revelar-se-á o verdadeiro sentido da agonia..."

post comment

Desolated [26 Oct 2015|01:56am]
[ mood | sad ]

I thought I would never have an argument with you...because of your sweet nature...your gentle touch...your so delicate voice! But I did. And it was ugly and it happened a couple of times already. It made me realize that it was me! The problem is within myself. I feel so unwarrented of your love... I feel like I don't deserve to be with anyone. I feel like I'm not ready to be in a relationship right now. I know I have so much to give...but at the same time i come with this dynamite combo: I can explode at any time. Be cautious!

Why Am I so jealous of someone else's past? I wish I could control it....and the worst thing of all is that I KNOW I'm so fucking wrong...and I don't have the guts to stop this bullshit. I think I'll never change... I miss those times when I was just an innocent teenager, absent of all this accumulated grudge and pain that lingers and remains from relationship to relationship; with a clean heart! No bugs in the head.

How can I live with myself?

post comment

Lost in me [04 Oct 2015|03:26pm]
[ mood | blank ]

Sometimes I feel I don't belong here... Sometimes it feels like I'm trapped in a world I don't belong to. Sometimes I feel more comfortable in fiction movies than this reality here. Should I be worried? I constantly wonder what's going on with me... I can't explain this avalanche of feelings right now... I'm lost in all kinds of ways you can ever imagine. Don't know who I am anymore... Keep questioning this to myself all the time. What has life made to me lately? What have I become? God...so many questions and just some few answers.

Am I ready for a relantionship right now? I feel like I'm all broken inside... and maybe also afraid to show my real self. Will she be scared of me? Will she LOVE me someday? I'm sick and tired of deconstructing myself and building a new me for others. Why couples doesn't seem to last forever like it used to in the old times? (at least it seemed so) .

"Existencialismo

No fim das contas, que me resta? O sono,
o despejar meus restos na privada,
o querer tudo, não poder mais nada,
não responderem mais se eu telefono.

Ir à cozinha, no meu abandono,
comer um pote dessa marmelada,
voltar ao quarto, pôr o meu quimono,
deitar na minha África sonhada.

Ler um pouco de Sartre, abrir a boca.
Riscar num bloco uma bacante feia.
Ligar o rádio: uma cantora rouca.

SENTIR MEUS OLHOS GRÁVIDOS DE AREIA.
Sentir no fundo uma saudade (pouca).
Ir olhar que horas são. Duas e meia."

post comment

SUA IDIOTA [19 May 2015|12:01am]
[ mood | angry ]

Aquele momento em que nenhuma música se encaixa. Aquele momento em que você só consegue ouvir as batidas nervosas e tristes do seu coração. Mas aquele momento também que você se sente aliviada por ter tirado um encosto da sua vida! Quando chega num ponto de você ter que implorar e pedir pela atenção e amor do outro - não é amor. Nunca foi. E sinceramente? Espero que o seu dia seja exatamente como deixou o meu! VACAAAAAAAAAAAA!!!!!!!!!!

post comment

[18 May 2015|07:04pm]
[ mood | thoughtful ]

Eu raramente penso em você, F. Só agora, porque hoje a psicóloga me fez enxergar isso. A minha paixão por você foi sim verdadeira - porém, esqueci de te dizer que eu transferi todo o meu amor pela C. pra você. Queria encontrar todo o amor e conforto que eu tinha nela em você. Queria mais ainda! Queria até que os erros dela se transformassem em acertos com você.

Afinal de contas, o que eu quero? Quero um amor pra mim. Quero um amor que cuide de mim. Que ainda diga que é ok eu chorar pelo passado. Afinal de contas, eu não existo sem ele. Meu passado é parte inerente da minha pessoa hoje - e você é quem será o meu, o nosso futuro. Quero alguém que cuide das minhas feridas se eu voltar a chorar... Quero alguém que me pegue no colo e diga tudo ficará bem. Quero alguém que segure a minha mão caso eu tropeçar n'alguma pedra. Quero alguém que me ensine um amor novo...que faça meus olhos brilharem novamente... Que me faça sentir a mesma sensação que a cocaína provoca quando há paixão - arrebatadora, sem fôlego! E quando o amor chegar, que ele seja o meu rivotril - calmo, anestesiado e tranquilo.

post comment

[18 May 2015|12:26pm]
[ mood | thoughtful ]

You still haunt my dreams...

post comment

Ansiedade [10 May 2015|01:53pm]
[ mood | anxious ]

Eu descobri que a ansiedade é só minha. As loucuras da minha mente são todas criadas por ela. O mundo lá fora está okay. Não tem tempestade nenhuma. Nenhum vendaval à vista. O dia está ensolarado. Por que sente tanto frio, Val? O que há de errado com voce? A minha alma treme... tem sede por amor. Carência afetiva (em demasia). Vício por sexo. Mas não é somente por um corpo. Tem que ter alguma ligação, mínima que seja, íntima para comigo. Não gosto de tratar ninguém como objeto. Mas sinto uma necessidade visceral de ter alguém dentro de mim. Parece que só assim me sinto quista, me sinto no centro das atenções.

post comment

[10 May 2015|12:56pm]
[ mood | frustrated ]

Eu não sei mais quem sou; ou talvez me confundo nas diversas facetas à qual o mundo tem me lapidado. Me sinto um peixe fora d`agua diante minhas amigas mais antigas - aquelas às quais conheço desde a 3 série do ensino fundamental. Todas levando uma vida, digamos, "normal". Aquela pre-escrita pela sociedade. Nascer, casar e ter filhos. (Filhos e mais filhos, diga-se de passagem). O que será que elas pensam de mim? Eu estudei, estudei e estudei tanto na minha vida e acabei não fazendo nada com meus diplomas! (Não que eu me arrependa do conhecimento adquirido, claro!). E pra completar, sou homossexual. E jamais penso em ter filhos. Criança pra mim é uma continuação do desespero o qual este mundo se tornou. Além do meu egoísmo de ter que abdicar da minha vida para cuidar de outrem, não tenho o mínimo de condições psicológicas para tal. Eu mal estou conseguindo me reerguer após um término de namoro, frequento psicólogo uma vez por semana para tomar conta das minhas frustrações da vida e minha ansiedade - parece uma doença que me consome por dentro, que come os meus órgãos aos poucos, devorando minhas entranhas dia após dia - então, imagina ter um filho?! Coloco aqui um "quote" que ilustra um pouco disso tudo: "When I wake up in the morning, I´m afraid I'll have to live."

post comment

A espera. [09 Feb 2015|06:21pm]
[ mood | sad ]

Quero te dar as mãos e sair caminhando junto com você. Seja ela uma estrada tortuosa ou florida...não quero soltar a sua mão nunca mais.

post comment

Fran [04 Feb 2015|08:59pm]
[ mood | loved ]

Eu ando tendo uma enorme dificuldade de me concentrar em qualquer coisa que seja! Nas mínimas coisas, inclusive: um pequeno texto com pouco mais de uma página, já me perco antes mesmo de chegar no final da primeira... As pessoas falando comigo soam como pequenas interferências; dificilmente algum assunto prende o meu foco - somente quando requer uma resposta precisa da minha pessoa. Caso contrário, nem sei dizer mais o quê respondo, nem ao quê.

Ultimamente me vejo numa espécie de bolha...num mundo paralelo ao qual finalmente consegui fazer parte dele, após quase 5 anos acreditando que o meu amor platônico era só e somente meu - descubro que esse "amor" também era correspondido em silêncio.

E agora, o silêncio foi quebrado. E junto com ele também quebrou-se corações e amizades.

Até onde vai o desejo?
O céu pra mim é o limite. Viverei essa paixão como quem busca o ar para (sobre)viver!

Minhas lembranças já andam velhas de tanto que eu as repito e repito em minha cabeça... Preciso de você para construir novas histórias; para que eu tenha um livro em minha memória quando a saudade apertar.

E quero acreditar mais uma vez que você será a última. Pois quem acredita em amores da Disney, acredita em "felizes para sempre".

post comment

Blank [23 May 2014|01:07pm]
[ mood | blank ]

Meu horizonte mais distante agora é o fim de semana seguinte.

post comment

[22 May 2014|10:59am]
[ mood | depressed ]

Hoje eu acordei com um pesar tão grande no coração que cheguei a ficar desnorteada por alguns minutos. Não sei bem dizer ao certo o que se passa comigo... Esses dias tenho vivido o caos dentro de mim... vergonha de simplesmente existir! E angústia maior de não poder deixar de ser.

"Antes de ser um erro completo a vida é uma falta de gosto que nem mesmo a morte ou a poesia consegue corrigir." Emil Cioran _

post comment

[21 May 2014|10:51am]
[ mood | sad ]

Feeling terribly afraid of life! I did horrible things while my body and mind were doped with alcohol and I simply can't remember shit. The worst thing is that this whole story was told through my gf's words... and I wonder: was I really that bad??? Cuz some people say they enjoyed my clown face...although I also believe I´ve said terrible things that I would NEVER have said it while sober. Shame on me a million times. Feel so embarassed and confused about my drunkness that I´m so fucking afraid to go out with my girl again and drink and do something awkward... I'm afraid of myself. I'm also sick 'n tired of explaining myself to others!!!! Still want to desappear. Where's the exit?

post comment

Inferno [08 May 2014|12:10am]
[ mood | crappy ]

When all seems to be falling apart and you think it can´t get any worse, it does. I´ve collapsed into tears and I still can´t fix my world... Today I truly came to desperation. Dark thoughts coming through my head cuz I can´t find the exit. And insomnia has taken me over for days... I can´t find anything to distract me anymore... the money is poor to drag myself into bars...wish I had enough to flunk myself into alcohol everyday till I forget who I am...that´s why I like drinking, so i can no longer remember of my existence.

How can I fall asleep when my peace has been taken away from me?
I just can´t live with the uncertainty.

I just can´t find any more words to describe my abyss.

post comment

ciúmes [08 Apr 2013|07:26pm]
E enquanto eu pensava que a pessoa do meu amor platônico estava secretamente tb apaixonada por mim...me ferrei. ELA, na verdade, considera a minha própria namorada como o seu amor platônico. Nossa...que ciumes, cara... um ciúme tremendo e raiva. Já andava desconfiando mesmo dessa admiraçao toda pela minha namo. =/ foda.
#tomadistraída.
post comment

written on Jan. 22nd. [27 Feb 2013|01:08pm]
[ mood | indescribable ]

Dor que rasga a pele
Vermelho é o fluído que escorre inscessantemente
Fazendo um contraste com a pele branca jamais tocada de uma forma tão bruta - é beleza negra.
A inércia da mente permite que a emoção decida a situação
É dor constante, presente
que pressente;
Um fim que não se vê o ponto final
É presença doentia que tornou-se indispensável a um convívio de lágrimas e alegrias.
E não se sabe mais o que é amor.

post comment

Life sucks [24 Dec 2012|09:05pm]
E quando tudo dá errado porque de errado deu foi tudo! O que uma simples frase pôde causar no meu dia, no meus próximos dias? It was just a dream...just a dream! E eu que perdi a liberdade de sonhar em paz e viver o proíbido nos meus sonhos...porque meus sonhos ficaram proibídos...

Como me sinto agora? Um lixo de pessoa...quem sou eu, afinal? Eu sou uma pessoal convivível? Eu não devo ser tão ruim assim aos olhos de quem me condena dia após dia e mesmo assim permanece ao lado dessa companhia fétida e asquerosa...

Queria poder chorar...! Mas acho que até isso agora ficou proíbido.

:x
post comment

Depressed forever [07 Oct 2012|01:00am]
[ mood | sad ]

...Tem gente que fala da felicidade com uma boca tao cheia... Queria poder saber tb o que é isso.

post comment

navigation
[ viewing | most recent entries ]
[ go | earlier ]